Perseverança

987_t

Perseverança
Wowacintanka (Persistir, esforçar-se apesar das dificuldades)

Em meus posts anteriores sobre as virtudes buscadas pelos povos Lakota, falei sobre a Humildade, o Respeito e a Gratidão.
Hoje falarei um pouco sobre a Perseverança.
Vale a pena mencionar que na cultura Lakota, as crianças eram orientadas desde bem cedo e, naturalmente, para que houvesse um maior entendimento das lições a serem aprendidas, histórias eram contadas, o que permitia não apenas o entendimento, mas a incorporação do ensinamento à vida de cada novo indivíduo.
Eram as mães e as avós as responsáveis por orientar as crianças até a idade de 5 anos. Portanto esse trabalho de formação de caráter, começava bem cedo.
Nossa história de hoje fala de perseverança.
Sabemos que para alcançar qualquer objetivo na vida, precisamos lutar, correr atrás, nos dedicar de fato, persistir.
Aprender um novo idioma, um novo ofício, aprender a dirigir um carro, enfim, todo novo aprendizado requer esforço.
Talvez nesse exato momento você esteja se empenhando em alcançar um novo objetivo! Quanto trabalho, quanta dedicação será preciso?
Muitas vezes chegamos a pensar em desistir frente a tantos obstáculos…
Se você se encontra numa situação como essa, a história a seguir poderá lhe dar um novo ânimo, força e coragem.
Na região de Dakota do Sul, vivia um povo chamado Red Calf (Bezerro Vermelho).
Um casamento acabara de ser realizado entre “Cloud”, um grande guerreiro e “Plum”, uma linda jovem.
Eles se casaram no verão e naquele ano a tribo estava enfrentando as terríveis tempestades próprias dessa época, com ventos muito fortes, trovões assustadores e muita, muita água.
A aldeia se protegia como podia, mas era difícil manter tudo e todos em segurança.
Numa determinada noite em meio a um terrível temporal, um barulho mais assustador do que o dos ventos ou dos trovões, foi ouvido!
Gritos de horror, o uivo e latidos nervosos dos cachorros, homens correndo e dando gritos de alerta em função de uma nova e grande ameaça.
Algo mais poderoso do que a tempestade, estava destroçando toda a aldeia e atacando as pessoas.
Era Iya, o gigante, com a força de centena de homens e a altura de diversas cabanas.
Iya estava faminto e estava destruindo tudo em busca de comida. Ele estava comendo as mulheres da aldeia!
Com sua enorme mão, Iya derrubou a morada de Cloud e Plum e num piscar de olhos, agarrou Plum e a jogou goela abaixo.
Cloud em desespero, atirou diversas flechas no gigante que infelizmente não produziram efeito algum. Nada conseguia deter a criatura.
Depois de intermináveis minutos de horror, os sobreviventes assistiram Iya ir embora de barriga cheia, deixando uma trilha de pegadas inacreditáveis de tão grandes.
O conselho da tribo imediatamente se reuniu e decidiu que a aldeia precisava ser movida para outro lugar porque agora que o gigante sabia onde eles estavam, certamente voltaria para fazer mais uma refeição. As providências para a mudança começaram na mesma hora.
Mas Cloud estava devastado, inconformado! O gigante havia levado embora a mulher que ele escolhera para passar o resto de seus dias, para ter filhos, formar uma família. Ele precisava fazer alguma coisa!
Com a permissão do conselho, Cloud reuniu sete guerreiros para irem ao encalço da criatura.
A princípio nenhum deles sabia exatamente o que fazer porque o gigante parecia indestrutível.
Foi então que Cloud teve a ideia de atrai-lo para uma armadilha.
O plano apesar de parecer absurdo, era cavar um enorme buraco no qual o gigante pudesse cair e ficar preso.
Mas seria preciso cavar um buraco muito, muito grande!
Um dos guerreiros precisaria se oferecer como isca ao gigante, correr muito e fazer com que o mesmo o seguisse até a armadilha. Uma tarefa nada fácil…
Ficou estabelecido que 6 guerreiros cavariam o buraco enquanto Cloud e seu amigo Yellow Hawk procurariam o gigante e o atrairiam até o local combinado. E claro, o buraco já deveria ter sido cavado e camuflado.
Foram dias de trabalho exaustivo! Por mais que cavassem o buraco nunca parecia ser grande o suficiente.
Cloud e Yellow Hawk encontraram o gigante adormecido e sua perigosa e desafiadora missão estava começando.
A princípio os dois guerreiros fizeram fogueiras para chamar a atenção de Iya. A fumaça atraía o gigante até a primeira fogueira e quando ele a alcançava os dois guerreiros, tomando uma boa distância, acendiam outra. E foi assim que Cloud e Yellow Hawk deram tempo para que os outros seis companheiros conseguissem cavar o enorme buraco.
Tudo estava correndo conforme o planejado, até que Iya avistou Cloud e Yellow Hawk. Uma terrível caçado havia começado.
Cloud orientou Yellow Hawk a voltar e ajudar os outros seis com o buraco, enquanto ele tentaria despistar o gigante até que tudo estivesse pronto.
A situação era desesperadora, pois cada passo do gigante, equivaliam a 10 passos de Cloud. Cloud precisaria correr muito para não se pego.
Quando suas energias estavam chegando ao fim, Cloud reconheceu o sinal de fumaça dos amigos avisando que a tarefa estava concluída. Um buraco de proporções inacreditáveis estava cavado e coberto de arbustos secos.
Quase sem aguentar correr mais, muito cansado para ter qualquer tipo de medo, Cloud lembra da imagem da esposa em seu vestido especial no dia de seu casamento e imagina os filhos que poderia ter com ela.
Isso lhe trouxe um sopro de esperança e energia suficiente para continuar correndo.
Seus amigos assim que o avistaram, se esconderam para não desviar a atenção do gigante.
Cloud atravessa cuidadosamente os arbustos arrumados por seus companheiros e por um único centímetro não é pego pela criatura.
Ao pisar nos arbustos, Iya despenca para dentro do enorme buraco e fica completamente entalado.
Iya luta durante a noite inteira para escapar da armadilha, até que suas forças acabam e ele morre ali mesmo.
Quando todos percebem que o gigante havia morrido, Cloud pega sua faca e corre em direção de Iya, cortando seu estômago de ponta a ponta.
Ele grita por ajuda quando encontra o corpo de uma mulher mais morta do que viva, coberta de lama e outras substâncias horríveis.
Mas ela estava viva!!!!
Plum e todas as outras mulheres que haviam sido devoradas pelo gigante, estavam lá resistindo e conseguiram sobreviver ao ataque.
Cloud e Plum tiveram dois filhos, um menino e uma menina a quem contaram a história do terrível gigante e da perseverança necessária para salvar aquelas vidas.
Os dois envelheceram juntos e essa aventura de coragem e determinação, rendeu a Cloud uma posição de honra entre seu povo que o seguia por sua sabedoria e persistência.
Lá no meio do descampado existe uma colina coberta de grama e cactos e muita gente a visita. Para a maioria, ela não passa de uma colina comum, mas para alguns ela é a cova do gigante Iya.
De qualquer forma, essa colina é fruto do amor, da coragem e da perseverança.